Uber registra US$ 8 bi de prejuízo em 2019

  • em 5 de novembro de 2019

Mesmo com a expansão de frotas e serviços, a Uber não está tendo um ano muito positivo. Bem longe disso. Os resultados divulgados pela empresa na última segunda-feira, dia 4, apontaram um prejuízo de US$ 1,16 bilhão no terceiro trimestre de 2019. De janeiro a setembro, as perdas da plataforma já acumulam US$ 8 bilhões.

Os prejuízos do terceiro trimestre foram piores do que o registrado no mesmo período de 2018, quando a Uber perdeu US$ 986 milhões. Porém, foram melhores do que o trimestre anterior, quando o prejuízo ultrapassou os US$ 5 bilhões. Pelo balanço, é possível aferir que a empresa, mesmo com toda a sua proposta de disrupção e milhões de usuários pelo mundo, vem perdendo US$ 543 mil a cada hora deste ano.

Um dos vilões para os maus resultados seriam as crescentes campanhas de descontos aos passageiros. Algo que tende a ser minimizado nos próximos períodos. “O foco é impulsionar taxas mais baixas com base na melhor tecnologia disponível, ao invés de apenas impulsionar taxas e crescimento mais baixos por meio de descontos”, disse Dara Khosrowshahi, CEO da Uber, em entrevista ao The Washington Post.

E mais: Inter e Uber planejam parceria

Prejuízo reflete na bolsa

Apesar da fala de Khosrowshahi, os investidores seguem preocupados. Algo demonstrado na bolsa de valores. Após a divulgação do balanço, as ações da Uber caíram 7%.

“Para uma empresa em que os investidores já são céticos, eles precisavam apresentar um trimestre A + e, em vez disso, trouxeram um B menos”, disse Dan Ives, analista da Wedbush Securities, também ouvido pelo The Washington Post. “Este trimestre não acalmou esses medos”.

Veja também:

Uber Copter começa a voar em NY

Empresas disruptivas se valorizam mesmo sem lucro

Crescimento exponencial de startups pode ser o sinal de mais uma grande bolha

Views:
377
Article Tags:
Article Categories:
Notícias

Ver também