Uber faz parceria com cidades para vender passagens de trens e ônibus

  • em 26 de agosto de 2019

Com prejuízo de US$ 1 bilhão no primeiro trimestre, a Uber busca alternativas, dentro do setor de transportes, para continuar se expandindo. A rota da vez seriam os coletivos públicos de trens e ônibus. A empresa já começou os testes para vender passagens para esses veículos em cidades dos Estados Unidos, Austrália, Canadá e Inglaterra.

A nova proposta foi explicada por David Reich, um dos diretores da Uber, em matéria publicada pelo The New York Times. “Quando você pega o telefone e decide para onde ir, nós queremos ser o primeiro lugar que você acessa”.

A ideia é encampada, claro, pelo CEO Dara Khosrowshahi. Em junho, ele já havia comparado a empresa a outras duas gigantes da tecnologia. “Não queremos apenas ser a Amazon de transporte, mas também o Google de transporte”, disse. “Queremos ser o seu caso de uso diário quando você acordar, for trabalhar, sair para comer ou ver um amigo”.

E mais: Drones do Uber entregam McDonald’s na Califórnia

Desde 2015, enquanto se fortalecia juridicamente para operar de forma legal em muitos países, a Uber buscava parcerias com o poder público, com vistas a oferecer serviços além dos carros de passeio. Nas cidades de Denver, no Colorado, e Dallas, no Texas, ambas nos Estados Unidos, e Innisfil, no Canadá, já existe há alguns anos a comercialização de passagens metroviárias pelo aplicativo.  

 “Os grandes municípios às vezes veem a carona compartilhada como inimigo, porque vai roubar seus passageiros”, disse Lynn Dollin, prefeita de Innisfill, cidade canadense. “Temos uma abordagem diferente e adotamos a opção”.

Veja também:

Uber quer inserir anúncios pagos na plataforma Eats

Startup de transporte coletivo inicia operação no Brasil

99 usará realidade virtual para capacitar motoristas em todo o Brasil

Views:
1182
Article Tags:
Article Categories:
Notícias

Ver também