Startup unicórnio: O que é e quais são as brasileiras

  • em 8 de dezembro de 2020

Quem é fluente em startupês – o idioma não oficial das startups – já deve está familiarizado com o termo “unicórnio”. Mais do que isso, praticamente todo empreendedor em potencial tem o sonho de ver sua empresa virar uma startup unicórnio.

Startups unicórnio são as empresas de tecnologia privadas avaliadas em mais de um bilhão de dólares antes de abrir seu capital em bolsas de valores, ou seja, antes de realizar o IPO (Initial Public Offering).

A principal característica de uma startup unicórnio é a inovação no mercado em que pertence. A Uber, por exemplo, revolucionou o transporte, permitindo que os usuários solicitem um veículo com alguns cliques em qualquer lugar e a qualquer momento.

Em janeiro de 2019, já existiam mais de 325 startups unicórnios no mundo de acordo com a CBInsights, e esse número tende a crescer bastante nos últimos anos.

E mais: Governo federal lança portal que unifica iniciativas de apoio às startups

O que é uma startup?

O conceito de startup se trata de uma empresa em fase inicial que possui uma proposta de negócio inovadora e com um grande potencial de crescimento. Elas podem atuar em qualquer área ou tipo de mercado e, normalmente, utilizam a tecnologia como base para suas operações.

De forma geral, esse termo caracteriza uma empresa em fase de desenvolvimento que possui 3 características básicas: um modelo de negócios inovador, escalável e flexível. Vamos à explicação de cada um desses fatores?

Inovação

A inovação é a capacidade de propor soluções criativas, únicas e fora do comum para determinado problema. Toda startup precisa enxergar o mundo de um jeito diferente e oferecer produtos que revolucionam ou que até mesmo criem novos mercados.

Escalabilidade

Um negócio escalável é aquele que consegue crescer sem aumentar seus custos proporcionalmente. Ou seja, é a capacidade da empresa de ampliar seu faturamento em um ritmo muito maior do que as despesas, como custos com funcionários, matérias-primas, aluguéis, produção, entre outros.

Flexibilidade

Ser flexível significa ter capacidade de se adaptar com agilidade, tanto internamente quanto externamente. Toda startup precisa organizar seus processos de forma dinâmica, tomando decisões com rapidez, testando possibilidades, se adequando à demanda do mercado e melhorando constantemente sua forma de trabalho.

De onde surgiu o termo startup unicórnio?

A primeira pessoa a usar essa expressão foi a investidora de capital americana Aileen Lee, em seu artigo Welcome to the unicorn club: learning from billion-dollar startups (“Bem-vindo ao clube dos unicórnios: aprendendo com as startups de um bilhão de dólares”).

A palavra “unicórnio” brinca com a ideia de que esse tipo de empresa seria extremamente raro. Quando se leva em consideração que boa parte das startups que viraram gigantes começaram com ideias consideradas absurdas e inacreditáveis, a analogia parece fazer ainda mais sentido.

Quantas startups unicórnio existem?

“Raro” já não é mais um adjetivo facilmente aplicável a este tipo de empresa. Em 2013, quando publicou seu artigo, Lee mapeou 39 startups com status de unicórnio; em janeiro de 2020, segundo a consultoria CB Insights, já são 442 no mundo.

Hoje já se fala, inclusive, em variações dependendo do tamanho da avaliação – decacórnio para startups avaliadas em mais de U$ 10 bilhões, hectocórnio para U$ 100 bilhões etc.

Principais características das startups unicórnio

As principais características de uma startup unicórnio são:

Inovação

Inovar e revolucionar o modelo de mercado que a empresa está inserida é essencial para garantir que haverá um diferencial.

A Spotify é um exemplo de inovação, pois, revolucionou o modo como as pessoas ouviam música, trazendo o meio streaming para essa finalidade. É essa a ideia de inovar, de sair da bolha do que dá certo e arriscar com novas possibilidades e ideias.

Posição de vantagem

Por serem empresas inovadoras, elas se mantém em uma posição de vantagem no mercado, sendo pioneiras no ramo, inovando e aprimorando o produto sempre. É importante se manter atualizado e em constante crescimento para garantir a posição de vantagem no topo.

Investimento em tecnologia

Grande parte dos unicórnios investiram em tecnologia. Apesar de não ser uma regra, o investimento em capitalização tecnológica para se tornar um unicórnio, é essencial. Além disso, não há como negar que a tecnologia e automação estão cada vez mais presentes em nossa rotina.

Foco no cliente

O foco do desenvolvimento das startups unicórnios é o cliente. Os produtos e as funcionalidades dos softwares são criadas pensando no usuário e em sua acessibilidade, visando sanar qualquer dor ou dificuldade.

A empresa Uber surgiu da dor do próprio dono, Travis Kalanick, ao tentar chamar um táxi em um dia de chuva em Paris. Ele simplesmente não conseguiu e pensou em como seria mais fácil fazer esse pedido pelo smartphone e, após alguns projetos, criou o app Uber. Esse é o espírito de inovação: canalizar a dor do cliente e desenvolver um meio de resolvê-la da melhor forma possível.

Quais são as principais startups brasileiras consideradas unicórnios?

Alcançar o primeiro bilhão é o sonho de basicamente todas as startups no mercado. Atualmente e algumas gestões, brasileiras, já atingiram esse marco. Conheça-as a seguir:

Ifood

Empresa brasileira que foi inaugurada em 2011. É líder no ramo de entrega de alimentos, investindo em uma plataforma para centralizar os pedidos de delivery em um só lugar. A empresa teve o crescimento e valorização do mercado, e, em 2014, foi comprada pela Movile, atingindo o marco de startup unicórnio.

Nubank

É uma startup nacional que inovou os serviços financeiros, sendo uma das primeiras startups nesse ramo no país. A oferta de cartão de crédito e de banco digital são os seus principais serviços. Além disso, recentemente, incluiu outras funcionalidades, como o pagamento em débito e os investimentos em forma de poupança. Foi fundada em 2013 e teve um rápido crescimento e aceitação do mercado, alcançando a marca de unicórnio.

Stone

Empresa focada em meios de pagamento e na automação de pontos de venda e possuem parceria com outras empresas como Pagar.me, mundipagg e cappta. A startup foi inaugurada em 2012 e alcançou o título de unicórnio em 2018, demonstrando um alto crescimento e autoridade quando o assunto é pagamento em um curto intervalo.

PagSeguro

Startup especializada em receber e enviar pagamentos, sendo uma das pioneiras no ramo de pagamentos online no Brasil. A PagSeguro é uma empresa pertencente a UOL e, devido ao grande crescimento, alcançou a marca de unicórnio em 2018.

99

Fundada em 2012, tinha a missão de mudar o modo de transporte das pessoas na cidade. Em 2018, foi comprada pela DiDi, uma empresa especializada em transporte por celular, e teve as funcionalidades do aplicativo ampliadas e otimizadas. Com isso, alcançaram o primeiro bilhão de dólares.

Gostou? Nos siga no Instagram para mais conteúdos exclusivos!

Views:
411
Article Categories:
Análises

Ver também