OLX compra ZAP por R$ 2,9 bilhões

  • em 5 de março de 2020

Uma grande negociação envolvendo líderes de mercado movimentou o setor imobiliário brasileiro nessa semana. A partir de um aporte de seus acionistas europeus, que são a norueguesa Adevinta e a holandesa Prosus, a OLX adquiriu a ZAP Imóveis por R$ 2,9 bilhões.

O acordo ainda passará pela avaliação do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), já que a junção poderá conceder ao grupo um controle excessivo no segmento de anúncios de casas, apartamentos e lotes. O portal mantido pela OLX recebe, em média, 200 milhões de buscas por mês.

“Com o Grupo ZAP, a OLX Brasil poderá oferecer a seus usuários mais de 12 milhões de anúncios de mais de 40 mil imobiliárias e de milhares de vendedores privados”, disse o comunicado da OLX, distribuído à imprensa.

A nota destacou, ainda, que as empresas tem atuações complementares, com sinergia e perspectivas de criação de valor. O tom é de otimismo, inclusive em relação ao mercado brasileiro. “As plataformas de classificados de imóveis têm crescido em popularidade e tráfego de visitantes. A indústria imobiliária no Brasil ainda precisa alcançar os níveis de maturidade vistos em outros mercados, por isso há muita oportunidade para crescimento”.

E mais: Quinto Andar lança programa para reforma de imóveis

Outra fusão

Não é a primeira grande mudança que o Grupo ZAP irá sofrer desde que apareceu, no ano 2000. Em 2017, ele se foi moldado pela fusão entre as empresas Zap Imóveis e o Viva Real, portal lançado em 2009. Nos últimos sete anos, ele vinha sendo controlado por outro gigante, o Grupo Globo de comunicação.

Mesmo com as movimentações, o Zap fechou com prejuízo EBTIDA) de R$ 18 milhões, com uma receita líquida de R$ 217 milhões.

Veja também:

Setor imobiliário se fortalece com o crowdfunding

Banco Inter amplia oferta de crédito imobiliário

Estudo aponta crescimento das fintechs brasileiras

Views:
756
Article Tags:
Article Categories:
Notícias

Ver também