Número de lojas virtuais cresce 40,7% em 2020 devido à pandemia

  • em 27 de agosto de 2020

Um levantamento feito pela empresa de carteira PayPal e pela consultoria de pesquisas BigData Corp, divulgado nesta semana, mostrou que o número de lojas virtuais no Brasil cresceu 40,7% de agosto de 2019 até agosto 2020, chegando a 1,3 milhão de lojas virtuais. Entre 2018 e o ano passado, o aumento havia sido de 37,6%.

O e-commerce foi impulsionado pela pandemia que fez com que empreendedores recorressem à internet para continuar vendendo ou gerar novas fontes de renda. Essa é a maior aceleração do setor desde que a pesquisa foi iniciada, em 2015. No ano passado, o Brasil tinha 930 mil lojas online. Ainda assim, somente 8% do e-commerce tem presença física, o que aponta que muitas pessoas viram no e-commerce uma alternativa para gerar renda.

Para o diretor de Vendas e Desenvolvimento de Negócios do PayPal, Thiago Chueiri, a expansão do comércio virtual neste ano ganhou um impulso extra com a quarentena causada pelo coronavírus. “Claro que pega uma parte do reflexo da pandemia que digitalizou bastante consumidores empreendedores também. Os dois lados da cadeia. A quarentena forçou drasticamente essa digitalização”, ressaltou.

O crescimento do setor também é indicado pela maior fatia do e-commerce em relação ao total de sites brasileiros. As lojas virtuais já representam 8,48% dos sites – há cinco anos, esse número era de apenas 2,65%. Não entram na conta as lojas em perfis que vendem em plataformas de marketplace, somente as com sites próprios. O levantamento, no entanto, indica que 5,7% do e-commerce também recorre a perfis em marketplaces.

Os pequenos negócios representam fatia significativa do segmento e foram responsáveis por em grande parte pelo impulso: quase metade das lojas online (48,06%) faturam até R$ 250 mil por ano. Em 2019, 26,93% dos e-commerces eram de pequeno porte. A maioria das lojas (55,68%) adotam meios eletrônicos de pagamento, incluindo carteiras virtuais, representando aumento de 5,4% em relação à pesquisa de 2019.

Views:
533
Article Categories:
AnálisesCoronavírus

Ver também