Microsoft lança programa que rastreia votos

Das reuniões em assembleias comunitárias às eleições presidenciais, não há quem duvide ser o voto o grande instrumento da democracia. E também poucos discordam que o caminho das urnas, da chegada do eleitor à apuração, precisa ser transparente. Uma gigante da tecnologia pretende deixar esse processo mais confiável. Neste ano, a Microsoft lança a plataforma ElectionGuard, que operará de forma experimental já na escolha do próximo presidente dos Estados Unidos, em 2020.

Desenvolvida em parceria com a Galois, a ElectionGuard possibilitará aos eleitores rastrearem os seus votos, de forma segura e privada. Facilitará também para as autoridades armazenarem, tabelarem e, por ventura, realizarem auditorias. Por ser um código aberto, a plataforma poderá ser modificada por programadores do mundo todo e, assim, se adaptar aos diferentes tipos de eleições. Hoje ela estaria programada para um sistema de cédulas de papel. Nada impede, porém, que seja readequada para um processo de urnas eletrônicas, como o que funciona no Brasil.

“A ElectionGuard fornece uma implementação completa de eleições verificáveis ​​de ponta a ponta”, diz o texto que anuncia o programa, publicado pela Microsoft. “Ele complementa o processo de tabulação de hoje, fornecendo um meio de verificação pública da exatidão dos resultados relatados”.

A empresa garante que não haverá quebra o sigilo das urnas. A decisão de cada indivíduo estará resguardada por um sistema de criptografia impossível de ser decifrado. O eleitor receberá um código, que indicará onde o seu voto foi registrado e se sua cédula foi encaminhada para auditoria. A ElectionGuard se limitará a somar todos os votos e reportar os resultados às autoridades competentes.

Defesa da democracia

A Microsoft pretende fazer mais pelo fortalecimento das eleições. A ElectionGuard está inserido em um projeto maior chamado Defending Democracy Program, anunciado em abril do ano passado.

Esse projeto já ofereceu, por exemplo, o AccountGuard, um serviço de segurança para partidos políticos, a princípio na Europa e nos Estados Unidos. Vinculado ao Microsoft 365, e sem custo adicional de implantação, o AccountGuard permite, por exemplo, que os contratados sejam notificados em tempo real em caso de ameaças de ciberataques.

Veja mais:
Presidente Barack Obama participa da 7ª edição do VTEX DAY
Startup é criada para desvendar “fake news”
A “terceira onda” tecnológica: como encarar o cenário

Visualizações:
10048
Categorias:
Notícias

Ver também