Mágica, tecnologia e o mundo corporativo

  • em 7 de janeiro de 2020
ilusion

Tablets, drones, realidade aumentada e hologramas agora fazem parte do show. A mágica que antes era associada a coelhos saindo da cartola e cartas de baralho aparecendo em lugares inesperados hoje dão lugar a um ilusionismo mais tecnológico.

A Ilusion, é uma empresa que proporciona esse tipo de espetáculo. Fundada em 2009 pelos belo-horizontinos Henry Vargas e Klauss Durães, a empresa tem o propósito de levar ao mundo corporativo diversos projetos ilusionistas.

A ideia surgiu depois de se conhecerem, em 2008. “Mesmo sendo da mesma cidade que o Durães, a gente só se conheceu anos depois, durante uma competição internacional na Argentina”, diz Vargas em entrevista para o portal Época Negócios.

Os projetos ilusionistas são exclusivos para empresas, promovendo palestras e treinamentos de funcionários em eventos mais dinâmicos e que geram experiências. “As pessoas só lembram da informação e mensagem quando a experiência é diferente — e o ilusionismo, junto com a tecnologia, leva isso para as pessoas” diz conclui Vargas.

E mais: Realidade Aumentada mudará nossa forma de interagir com o mundo

Investimento

Até hoje, cerca de 1.200 empresas no Brasil e no exterior já contrataram os serviços personalizados da Ilusion. TIM, Bayer e Ambev são algumas delas.

O custo das apresentações varia de R$ 20 mil a R$ 180 mil. Considerando a personalização e os tipos de tecnologias utilizados.

Inicialmente, os empresários desembolsaram R$200 mil para começar o negócio. Com dez anos de atividades, o faturamento foi de aproximadamente R$2 milhões. E, para 2020, o objetivo é dobrar esse valor.

Veja também: Brasil avança no investimento em novas tecnologias
Realidade Virtual entra nos processos de RH do Walmart
Reconhecimento facial se expande pelas escolas do Brasil

Views:
497
Article Categories:
Notícias

All Comments

Ver também