IoT auxilia abastecimento de água no DF

  • em 2 de dezembro de 2019

O Brasil ainda está longe de ostentar uma cidade inteligente, como as que veem preparando países como Coréia do Sul e Singapura. Contudo, a Internet das Coisas (IoT) já vem sendo aplicada por aqui em alguns centros urbanos. Um bom exemplo é Brasília, cujo abastecimento de água avança com a ajuda da tecnologia digital.

A Companhia de Saneamento Ambiental do Distrito Federal (Caesb) iniciou há poucos dias a aplicação da telemetria, ou monitoramento remoto, para avaliação do consumo de água nas residências, comércio, serviços e indústria. Esse monitoramento passou a ser feito justamente pela comunicação entre máquinas, por meio da IoT.

O caminho dos dados é simples. Um aparelho faz a leitura de cada hidrômetro, quatro vezes por dia. A informação captada é transmitida para uma central, que faz o registro automaticamente. Os dados, porém, não estão restritos à Caesb. Cada morador ou proprietário do imóvel consegue acessá-los em uma página específica. Eles saberão, em tempo real, qual o nível de consumo estão atingindo.

E mais: A “Internet das Coisas” está expandindo o consumismo; e isso aumentará ainda mais daqui a cinco anos

Investimento

Para desenvolver a telemetria, a empresa pública levantou um montante de R$ 1,7 milhão, financiado junto ao Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). Os recursos já possibilitaram a instalação de quatro mil transmissores. A expectativa é que a cobertura da capital federal seja realizada nos próximos dois meses.

Segundo a Caesb, de acordo com notícia divulgada pela Agência Brasil, o projeto seria o primeiro no país em que a IoT é aplicada, de forma ampla, no saneamento básico.

Veja também:

Brasil avança no investimento em novas tecnologias

No ranking de inovação, Brasil fica em 40º lugar

Brasil e demais países latinos despertam para o crescimento pela tecnologia

Views:
304
Article Categories:
Notícias

Ver também