Inteligência Artificial contribui para mobilidade de pessoas em situação de cadeira de rodas

  • em 12 de dezembro de 2018

O design, a concepção e a criação da primeira cadeira de rodas motorizada, que funcionam a partir da tecnologia reconhecimento facial, é uma parceria entre a Hoobox Robotics e a Intel, que irá ajudar na mobilidade de diversas pessoas em situação de cadeira de rodas através do uso da inteligência artificial (AI).

A Hoobox desenvolveu a partir da tecnologia de AI da Intel, um sistema chamado Wheelie 7 que permite reconhecimento das expressões faciais e, em seguida, envia comandos para a cadeira se mover em qualquer direção desejada. Um sorriso, ou um franzir de testa, podem ser ações atribuídos a programação para que o usuário possa se mover para frente, ou para trás, por exemplo.

Teste da tecnologia de reconhecimento artificial em cadeiras de rodas ©Divulgação

“É importante reconhecer as maneiras pelas quais a tecnologia pode ajudar as pessoas a recuperar a mobilidade e o controle de suas vidas. O kit Wheelie 7 da Hoobox Robotics é um ótimo exemplo do uso de inteligência artificial para permitir que pessoas com mobilidade limitada se movimentam usando movimentos faciais naturais ”, disse Anna Bethke, head da AI social good da Intel, quando o Wheelie 7 foi revelado durante a Semana Internacional das pessoas com deficiência.

Em poucos minutos é possível configurar a cadeira para o uso. A AI elimina um dos principais desafios enfrentados para a confecção de cadeiras deste porte. Pois a inclusão de sensores capazes de fazer a movimentação do usuário era um grande obstáculo.

Segundo o estudo do National Spinal Cord Injury Statistical Center, realizado nos Estados Unidos, cerca de 288.000 pessoas vivem com lesões na medula espinhal e existe um registro de 17.700 novos casos por ano no país. “É importante reconhecer as maneiras pelas quais a tecnologia pode ajudar as pessoas a recuperar a mobilidade e o controle de suas vidas” comenta Bethke.

Toda esta tecnologia ainda não esteja acessível para todos. Embora seja necessário abordar o aspecto da tecnologia envolta da acessibilidade, disponibilizar-la em grande escala talvez seja o próximo passo.

Siga-nos nas redes sociais
@portalneoradar

Views:
490
Article Categories:
Notícias

Ver também