‘Pandemia vai incentivar inovação no setor de turismo’, diz secretário-geral da OMT

Turismo

O secretário-geral da Organização Mundial do Turismo (OMT), Zurab Pololikashvili, acredita que há grandes chances para o desenvolvimento de novas tecnologias para fomentar o setor de turismo na esteira das mudanças de procedimentos exigidas após a pandemia de coronavírus. À medida que o setor se reerguer, ele acredita que haverá necessidade de inovações. Entre as mudanças que diz ser possíveis, em um futuro próximo, é a entrega das bagagens a passageiros diretamente nos hotéis – evitando, assim, a aglomeração nas esteiras de terminais.

Pololikashvili, que viria ao Brasil pela primeira vez no início de abril, mas teve a visita adiada pela crise do covid-19, participou de um debate online com o secretário de Turismo de São Paulo, Vinicius Lummertz, sobre o uso de tecnologia no setor. O evento foi promovido pela secretaria e pela FIA Business School. “Novas startups vão se dedicar ao turismo, terão mais apoio financeiro para mudar práticas”, disse. “Acredito que, em alguns anos, teremos um setor muito melhor.”

E mais: Órgão de inovação federal firma parceria para produzir 4.300 respiradores

Além disso, Pololikashvili afirma que haverá novas recomendações para a área em relação à retomada pós-coronavírus. “A nossa recomendação é no sentido de coordenação, para que se criem regras e padrões harmonizados. A partir de agora, o setor de turismo vai ter de se comportar de forma diferente, um novo protocolo vai ter de ser estabelecido para hotéis, por exemplo.”, afirma. A OMT, inclusive, criou um guia com recomendações sanitárias para hotéis, museus e aeroportos.

Em relação à situação do Brasil, o secretário-geral da OMT afirma: “Estamos trabalhando em conjunto com o país para estabelecer diretrizes, da mesma maneira que fizemos na Europa. O Brasil é um destino turístico importante, tanto para negócios quanto para lazer, e vai continuar assim.”.

Views:
455
Article Categories:
Notícias

Ver também