Os desafios para aplicar a tecnologia em favor da mobilidade

  • em 7 de novembro de 2019

O Smart Mobility Summit 2019, realizado em outubro, em Israel, e apresentado pelo primeiro-ministro, tratou das tecnologias na área do transporte e abordou questões como modelos de negócios que visam a transformação da indústria e a promoção da meta de redução do consumo de petróleo. Falou-se muito, também, em mobilidade.

O evento faz parte do programa nacional para combustíveis alternativos e mobilidade inteligente, lançado em 2011. A iniciativa tem o objetivo de tornar Israel um centro de referência em indústria de combustíveis alternativos e mobilidade inteligente. Apesar das opções e alternativas, congestionamentos ainda são enfrentados e uso de combustíveis fósseis é a escolha de muitos.

Anat Lea Bonshtien, presidente da Fuel Choices and Smart Mobility Initiative, em reportagem da Época Negócios, disse que um novo ponto de vista pode ser trabalhado para que o foco seja a implementação da tecnologia e não o seu desenvolvimento. “Precisamos encontrar formas de fechar o abismo entre a tecnologia que já temos e a realidade”, afirma. O CEO da Škoda Auto, montadora do grupo Volkswagen, Bernhard Maier, também é a favor da implementação da tecnologia que já existe, ele acredita que temos muitas opções de mobilidade, mas que uma mudança profunda é fundamental.

E mais: Carros elétricos estimulam investimentos pelo país

Crescimento dos carro elétricos

Mesmo diante de grandes mudanças tecnológicas como os carros e patinetes elétricos, conquistar uma variedade de meios de transporte que sejam limpos e alternativos será trabalho para longo prazo. Segundo Pierpaolo Biffali, vice-presidente da FPT Industrial, o consumidor quer um produto sustentável, mas não aceita o ônus se a tecnologia afetar a sua operação diária. “Precisamos de uma solução que seja conveniente e eficiente para o consumidor”, disse.

Moran Price, cofundadora e CEO da startup israelense IRP Nexus, acredita que os carros elétricos alcançarão, em breve, mais distâncias e serão mais eficientes. “Estamos hoje em torno de 75% a 85%, e precisamos levar esse número para perto e 90%”, diz. O investimento para alcançar bons resultados é para previsão futura, para Mathias Wiecher, chefe da companhia alemã de energia E.ON, é esperado que até 2030, os carros elétricos representam 20% da frota total.

Veja também:

Startup canadense cria sistema que recarrega carros elétricos em 5 minutos

Startup que desenvolve caminhões automáticos ganha força nos Estados Unidos

Carros autônomos: tecnologia garantirá segurança e comodidade à motoristas

Views:
345
Article Categories:
Notícias

All Comments

Ver também