Dados de precisão será tendência tecnológica

  • em 9 de janeiro de 2020
dados de precisão

Em pesquisa realizada pela, spark & honey, agência de tendências norte-americana, é previsto que haja um aumento no consumo de produtos e serviços feitos a partir de dados de precisão ao longo da próxima década.

A brasileira, Laura Chiavone, managing partner da empresa, aponta que a partir deste ano os dados de precisão serão um dos principais responsáveis pela mudança na indústria, e também pela mega personalização das aquisições.

No início, o termo ‘dados de precisão’, apenas era relacionado à indústria da saúde. Entretanto, de acordo com a pesquisa, as tecnologias que envolvem produção de produtos e serviços baseados no DNA ou mesmo no plasma sanguíneo serão comuns ao longo da década.

Contudo, o estudo espera que a expansão alcance outros macrosetores como: bem-estar, performance humana, espaços coletivos e comércio. Já existem pessoas dispostas a pagar até 20% a mais por produtos baseados no seu próprio gene, principalmente em produtos de segmentos como saúde e beleza.

E mais: Conheça 10 inovações para os próximos cinco anos

Privacidade dos dados

Com sede em Nova York, a agência utilizou apenas dados abertos para realizar a pesquisa. A partir disso, Laura afirma que a privacidade precisa ser um tema mais quente, ainda este ano. “As empresas e os governos devem ser mais responsáveis na hora de coletar e manipular os dados das pessoas”, afirma Laura. “Temos uma visão de dados muito ética”, complementa.

Veja também: Boticário vai investir em reconhecimento facial
Varejo traça estratégias para alcançar a transformação digital
Inteligência Artificial contra o câncer

Ver também