Coronavírus: Trabalho remoto se torna comum em grandes empresas durante a pandemia

A pandemia obrigou as empresas a experimentarem o Home Office em funções nunca imaginadas. Existem muitas discussões sobre esse assunto, preferências dos funcionários pelo modelo presencial ou home office, preferências das empresas, vantagens e desvantagens.

O trabalho remoto se tornou comum entre os profissionais e, por mais que a situação econômica e sanitária brasileira não esteja em seus melhores momentos, o home office traz algumas vantagens para o trabalhador. Uma delas é a possibilidade de aproveitar melhor o tempo, uma vez que não é preciso se deslocar da empresa para casa.

E uma pesquisa da Catho, com mais de 7.000 respondentes, prova que a maioria dos profissionais (65%) está conseguindo usar o tempo livre para realizar atividades que não estão diretamente ligadas ao trabalho. 

E mais: Startups brasileiras usam inteligência artificial para diagnosticar Covid-19

A diretoria executiva da Petrobras aprovou regras para a implantação do modelo permanente de teletrabalho na companhia, que será voltado aos funcionários do regime administrativo, disse a empresa nesta segunda-feira.

Segundo comunicado da estatal, as regras foram aprovadas na última sexta-feira e o modelo começará a ser implantado após a autorização para o retorno desses empregados aos locais de trabalho presencial.

A medida terá adesão voluntária e limite de até três dias por semana, segundo a petroleira, que acredita que o modelo de teletrabalho contribui com a “redução de custos por meio da otimização da ocupação de prédios administrativos”.

Outra empresa que resolveu aderir ao home office permanentemente foi o Twitter. O CEO da rede social, Jack Dorsey, informou que, mesmo após o fim da pandemia do coronavírus, a possibilidade de trabalhar em casa será permanente para aqueles que preferirem o modelo e estiverem em cargos que permitam o trabalho remoto.

Views:
260
Article Categories:
Conceitos e Tendências

Ver também