Avast é acusada de vender dados de clientes

  • em 30 de janeiro de 2020

Mais um caso de vazamento de dados privados envolvendo uma grande empresa de tecnologia ganha as manchetes pelo mundo. Desta vez, a suspeita recai sobre a Avast, desenvolvedora de ferramentas antivírus consumida por 435 milhões de pessoas. A empresa teria vendido informações de usuários, sem a autorização deles.

A apuração do episódio foi realizada pelos portais Motherboard e PCMag. Eles tiveram acesso a contratos confidenciais firmados entre a Jumpshot, subsidiária da Avast, e uma lista de grandes clientes, como Microsoft, Yelp, McKinsey, Pepsi, Home Depot, Intuit e até o Google. Esses contratos seriam de comercialização de dados de clientes, coletados pelo antivírus instalados em seus equipamentos pessoais.

A Jumpshot, cujo alcance é de 100 milhões de aparelhos, teria repassado a algumas dessas empresas um pacote de informações rastreadas chamado “All Clicks Feed”. Nesse pacote, estão incluídos todos os passos dos usuários captados pela ferramenta. Estão lá os sites que eles entraram, as abas que acessaram e o período da navegação.

E mais: Saiba como a hospedagem do seu site pode afetar sua segurança e privacidade online

Não estariam no “All Clicks Feed” qualquer dado pessoal ou financeiro. Porém, há descrições precisas, por exemplo, de quais rotas nas plataformas de GPS foram procuradas, quais vídeos no Youtube foram vistos e até qual conteúdo foi acessado em sites pornôs.

Respostas

Os portais entraram em contato com a Jumpshot. Um porta-voz da subsidiária nega qualquer prática do tipo e assegura o anonimato no cadastro de clientes. “Nós garantimos que a Jumpshot não adquire informações de identificação pessoal, como nome, e-mail e detalhes de contato de quem usa nosso popular software antivírus gratuito.”

A Motherboard e PCMag também procuraram quase todas as grandes companhias que teriam recebido o pacote de informações da subsidiária da Avast. Poucas responderam. A Microsoft, por exemplo, disse que, hoje, não tem mais qualquer relação comercial com Jumpshot. Já a Yelp assumiu ter pedido à empresa um relatório de dados anônimos, como estratégia para estudar o mercado.

Hoje de manhã, a Avast desativou a Jumpshot.

Veja também:

Dados de precisão será tendência tecnológica

Falha de segurança no WhatsApp coloca em risco o sigilo das mensagens

Cofundador do Facebook auxilia Governo dos EUA contra sua antiga empresa

Views:
790
Article Categories:
Notícias

All Comments

Ver também