Apple e Google se unem para transformar telefones em dispositivos de rastreamento da Covid-19

dispositivo de rastreamento

Empresas estão trabalhando juntas em tecnologia que usa Bluetooth para rastreamento

Para ajudar a combater o coronavírus, Apple e Google anunciaram que estão se unindo para criar uma ferramenta de rastreamento de contato usando a tecnologia Bluetooth. As empresas, que historicamente são rivais, estão trabalhando em parceria com governos e organizações de saúde pública.

A ideia da tecnologia é permitir que as pessoas saibam quando estiverem próximos à pessoas contaminadas. Como uma das formas de transmissão do coronavírus é pelo contato próximo com alguém infectado, essa solução poderia ajudar na redução da propagação da doença.

A ferramenta de rastreamento que a Apple e o Google desejam criar terá o registro do smartphone quando elas entrarem em contato próximo com outras pessoas. Se uma dessas pessoas posteriormente reportar os sintomas da covid-19 a uma autoridade de saúde pública, seu telefone receberá um alerta sobre o diagnóstico. Funciona como trocar informações de contato com todos que você conhece, exceto que tudo foi projetado para ser anônimo e automático.

E mais: Conheça 7 soluções inovadoras que estão ajudando a combater o coronavírus

A tecnologia será produzida em duas etapas. A primeira delas terá início em maio quando as empresas vão lançar APIs (padrões de programação de softwares) para serem usadas por aplicativos de autoridades de saúde pública tanto em celulares Android como no iPhone. A ideia é que esses aplicativos aproveitem o Bluetooth do celular para detectar se o usuário esteve em contato com uma pessoa possivelmente contaminada. O Bluetooth é uma boa tecnologia para esse objetivo por ser voltado para comunicação sem fio em distâncias menores, além do baixo consumo de bateria.

Na segunda etapa, que será desenvolvida nos próximos meses, será criado uma plataforma de rastreamento de contatos mais ampla. Dessa forma, mais indivíduos poderão optar por participar desse ecossistema. Vale ressaltar que o sistema não identifica quem foi a pessoa contaminada. Ele apenas informa ao usuário que houve contato próximo com alguém que está com o coronavírus.

Para conteúdos exclusivos, siga o Neo Radar no Instagram e participe de nossas enquetes!

Views:
417
Article Categories:
CoronavírusNotícias

Ver também