Apple bate recorde e se torna a primeira empresa americana a valer US$ 2 trilhões em valor de mercado

Apple passa a valer US$ 2 trilhões

Nesta quarta-feira, 19, a Apple atingiu a marca de US$ 2 trilhões em valor de mercado e se tornou a primeira empresa americana de capital aberto a alcançar o marco. No final da manhã, as ações da gigante de tecnologia subiram para US$ 467,77 por ação, limite necessário para atingir a marca de US $ 2 trilhões, segundo informações da CNBC. No final de agosto, os papéis terão o valor fracionado para aumentar a quantidade de possíveis investidores, o que pode fazer o número disparar.

Essa conquista não é impressionante apenas pelo pico atingido, mas também pela velocidade. A Apple chegou ao valor de US$ 1 trilhão apenas em 2018, sendo a primeira empresa de tecnologia a atingir tal feito — ela tem o capital aberto há 40 anos. No início de agosto deste ano, ela já dava indícios de que atingiria o novo teto ao valer mais que PIB brasileiro. Como uma das consequências da valorização, o atual CEO, Tim Cook, tornou-se bilionário.

O recorde da companhia fundada por Steve Jobs vem acompanhado do bom desempenho dos principais índices de ações dos Estados Unidos, que se recuperaram das grandes quedas do início da pandemia, impulsionado pelos ganhos das big techs no período, dos estímulos do Fed e das expectativas de uma vacina contra o coronavírus.

E mais: Apple Watch identifica doença cardíaca que nem médicos descobriram

A empresa de tecnologia agora está ao lado da petrolífera saudita Saudi Aramco como as empresas de capital aberto mais valiosas do mundo. Mesmo com a pandemia, as ações da Apple estão tendo um bom desempenho e acumulam alta de mais de 50% no ano. No último trimestre, a companhia reportou ganhos históricos para o período com um lucro líquido de US$ 11,25 bilhões e uma receita de US$ 59,7 bilhões – aumento de 11% em relação ao mesmo período de 2019.

A expectativa agora é em saber quais são as as próximas marcas do setor também situadas nos Estados Unidos e que podem chegar aos US$ 2 trilhões. No páreo estão Amazon, Microsoft e Alphabet, todas já no mesmo patamar trilionário.

Views:
287
Article Categories:
Notícias

Ver também