A “Internet das Coisas” está expandindo o consumismo; e isso aumentará ainda mais daqui a cinco anos

Entender as lógicas das técnicas de SEO não garante que sua empresa será bem-sucedida na era digital. Para ter uma boa performance é necessário identificar as tendências transformacionais e saber para onde elas estão indo – antes que elas viralizam e você perca o timing.

A realidade de um mundo 100% conectado está mais próxima do que a gente consegue imaginar. A Internet das Coisas (IoT), por exemplo, não recebe apenas a cobertura de notícias sobre tecnologia a cada novo lançamento. Ela participa ativamente da aceleração e dos investimentos de organizações globais.

Até 2023, estima-se que consumidores, empresas e governos implementarão mais de 40 bilhões de dispositivos IoT, isso em escala mundial. E estes dispositivos não são os meio tradicionais que estamos acostumados a ouvir o tempo todo. Não são alto-falantes inteligentes e carros conectados via bluetooth.

Para cair de cabeça nesse mar e não se afogar temos um toque para as grandes organizações. É necessário que as empresas entendam toda a extensão e funcionalidade da “IoT” disponíveis, os principais impulsionadores de cada segmento de mercado e como isso tudo se relaciona com o trabalho que eles fazem todos os dias.

Com isso, é necessário se envolver em diversos processos e projetos que garantirão que sua empresa caminhe junto com toda essa evolução tecnológica. Por exemplo, é preciso estar atento ao que o mercado da inovação tende a oferecer como solução para o seu negócio. A “Internet da Coisas” é isso. É conectar diversos dispositivos para otimizar processos.

E em cinco anos, o que é previsto?

O Business Insider Intelligence, previu o início da proliferação global da IoT e os próximos cinco anos serão cruciais e transformadores para consumidores, empresas e governos.

  • Consumer IoT: Somente nos EUA, estima-se que o número de dispositivos domésticos inteligentes ultrapasse 1 bilhão até 2023, com os consumidores gastando cerca de US$ 725 por domicílio – um total de mais de US $ 90 bilhões em gastos com soluções de IoT.
  • Enterprise IoT: Compreendendo o segmento mais maduro da IoT, as empresas continuarão despejando bilhões de dólares em dispositivos conectados e automação. Até 2023, a base instalada do sistema robótico industrial total se aproximará de 6 milhões em todo o mundo. Em paralelo, os gastos anuais com a fabricação de soluções de IoT atingirão cerca de US$ 450 bilhões.
  • Government IoT: Governos globalmente estão introduzindo dispositivos IoT para estimular o desenvolvimento de cidades inteligentes, que seriam equipadas com inovações como câmeras conectadas, luzes de rua inteligentes e medidores conectados para fornecer uma visão em tempo real do tráfego, uso de utilitários, crime, e fatores ambientais. O investimento anual nessa área deve chegar a quase US$ 900 bilhões até 2023.

Um mundo onde todos os dispositivos estão conectados é considerado utópico para algumas pessoas. Mas alguns países mais desenvolvidos como a Coreia, a Suíça e a Dinamarca já possuem alguns dispositivos e tecnologia que trabalham com a conexão da Internet das Coisas. E o incrível, é que essas nações ainda continuam investindo para aceleração e crescimento do país através deste conceito. Será que o Brasil está caminhando para o mesmo lado que estes países? A Internet das Coisas já pode ser vista por aqui?

Fonte: Business Intelligence

Siga-nos nas redes sociais.
@PortalNeoRadar

Ver também