5G deve chegar a 1 bilhão de pessoas já em 2020

  • em 1 de dezembro de 2020

A fabricante sueca Ericsson divulgou um relatório com as perspectivas para adoção do 5G, destacando que a nova tecnologia alcançará uma cobertura de um bilhão de pessoas já neste ano. A especialista em infraestrutura de telecomunicações divulgou ainda uma estimativa de 220 milhões de assinantes da quinta geração, número que deve chegar a 3,5 bilhões em 2026.

Nos próximos seis anos, o 4G/LTE deve continuar como a principal conexão de dados móveis ao redor do mundo. A quarta geração respondeu por cerca de 57% das conexões de dados no terceiro trimestre deste ano e, segundo a gigante sueca, deve alcançar um pico de usuários em 2021, com 4,8 bilhões de assinantes, caindo para 3,9 bi em 2026.

A pandemia da COVID-19 levou a Ericsson a rever para baixo suas estimativas de acessos móveis, com uma previsão de 8,8 bilhões de assinantes em 2026. Deste total, 3,5 bilhões utilizarão conexões 5G.

As previsões da companhia sueca apontam ainda que a velocidade de adoção do 5G será ainda maior que a do 4G. Entre os fatores apontados para a popularização acelerada estão o forte investimento da China na nova geração, além da pronta adoção por operadoras e fabricantes de aparelhos.

E mais: A tecnologia 5G faz mal à saúde? Entenda os riscos e os rumores

Mesmo com a rápida adoção inicial dos chineses e sul-coreanos, o 5G deve ganhar força mais rapidamente nos países da Europa ocidental e Estados Unidos nos próximos anos. Enquanto a tecnologia deve responder por 66% dos acessos no nordeste asiático em 2026, a participação das redes de nova geração deve ser de 68% nos países europeus e de 80% na América do Norte, segundo o relatório.

Para a América Latina, o 5G deve tomar espaço principalmente das conexões de segunda e terceira geração, alcançando 26% dos acessos em 2026. Até lá, o 4G/LTE deve perder apenas três pontos percentuais dos 59% de participação previstos para 2020.

Apesar do 5G não responder pela maior parte dos acessos em 2026, o estudo prevê que o tráfego da nova tecnologia responderá pela maioria dos dados móveis no planeta. As velocidades mais altas da quinta geração resultarão em um volume de tráfego de 54% para o 5G daqui a seis anos.

Gostou? Nos siga no Instagram para mais conteúdos exclusivos!

Views:
220
Article Categories:
Notícias

Ver também