5 profissões do futuro que ainda vão surgir e outras que já existem, mas vão crescer em relevância

  • em 30 de julho de 2020
profissões do futuro

Nas últimas três décadas, precisamente a partir da popularização da internet em larga escala presente nos computadores pessoais, vimos o mundo se transformar muito rapidamente. As evoluções tecnológicas seguem um ciclo básico:

  • Surge a tecnologia a um valor caro;
  • Ela se aprimora e cai de valor de produção;
  • Por fim, se populariza e consegue ter acesso a todos.

Essas mudanças seguem uma curva exponencial, de maneira que, conforme o tempo passa, elas acontecem mais rapidamente. Nós demoramos muito mais para sair do ábaco para a calculadora eletrônica que sair da calculadora eletrônica até o smartphone.

Os paradigmas tecnológicos mudaram mais nos últimos 10 anos que nos 50 anteriores. Isso influenciou, sem sombra de dúvidas, o mercado de trabalho também. Temos profissões que estão em alta, que na década anterior não existia.

Pensando nisso, listamos aqui 5 carreiras que vão surgir nos próximos anos e outras que já existem, mas vão crescer muito daqui para a frente. Confira!

5 profissões para o futuro

1. Telemédico

Muito potencializada pelas dificuldades de se encontrar potencialmente durante a pandemia, as calls (videochamadas a distância) foram constantes na vida de muitas pessoas.

Seja por conta do ensino EaD (que virou a realidade de muitas pessoas), seja por lives, reuniões corporativas ou bater o papo com os entes queridos e amigos que estão longe.

No ramo da Medicina, eles também possibilitaram a telemedicina, atendimento médico via videochamadas a distância. A tendência é que, com o passar do tempo, ela aumente de maneira bastante.

Obviamente, boa parte do trato médico é feito com o exames para avaliar os sintomas do corpo, com o olho no olho e na conversa, tendo um grande contato com o paciente. Mas existem coisas que a telemedicina pode contribuir.

Uma boa conversa a distância pode acabar adiantando o acompanhamento de um tratamento de uma doença avaliando a evolução dos sintomas que ela está sentindo. Dessa maneira, profissionais formados em medicina podem se aproveitar desse novo ramo de atuação. 

2. Criador de narrativas de realidade aumentada

A nova fronteira do entretenimento é, sem dúvidas, a realidade aumentada. Se antes tínhamos experiências mais simples (como aquelas atrações em shopping centers), hoje as obras se assemelham a grandes jogos de videogame de produtoras multinacionais e a experiências de blockbusters de Hollywood!

Assim como os games foram, nessa última década, as experiências em realidade aumentada se tornarão a grande coqueluche da indústria, com roteiros grandiosos que irão superar, muitas vezes, as grandes produções cinematográficas.

Nessa profissão, estudantes de cinema, design e artes plásticas podem ter uma grande oportunidade de carreira no futuro. Além, é claro, dos profissionais de tecnologia que irão oferecer as bases para que as experiências sejam possíveis de acontecer.

3. Agricultor de áreas urbanas

Nesse caso, essa profissão, a princípio, pode não parecer diretamente ligada à tecnologia em si, mas são apenas as aparências. Por conta do aumento da expectativa de vida que o avanço tecnológico proporcionou, tivemos um crescimento do contingente populacional sem precedentes. Isso provocou uma diminuição da quantidade de alimentos disponíveis, com o passar do tempo.

Por isso, desenvolver mais áreas cultiváveis vai se tornando foco de vários países do mundo e os centros urbanos, mesmo que abarrotados de pessoas, são alternativas viáveis para isso.

Dessa maneira, pessoas com formação na área de ciências agrícolas, assim como engenheiros civis e arquitetos, serão essenciais e podem encontrar uma nova carreira para seguir. 

4. Defensor focado na ética digital

Filmes futuristas já alertavam para perigos envolvendo inteligências artificiais e, por mais que seja ficção, precisamos tratar com cuidado o tema.

A programação de uma IA não é livre de enviesamento, preconceito e tratamento parcial dos indivíduos. Quem programou dentro do aprendizado da máquina é um ser humano, dotado de convicções, ideias e opiniões sobre o mundo. Obviamente, isso acaba sendo refletido na máquina.

Por isso, em um futuro próximo, serão necessários profissionais que estejam focados na defesa da ética digital. Eles serão os intermediários entre humanos, robôs e inteligência artificial, estabelecendo as regras morais e éticas sob as máquinas que existirem. É uma carreira interessante para profissionais das áreas de tecnologia, direito e filosofia.

5. Especialista em impressão 3D de grande porte

Uma das tecnologias que mais evoluíram nos últimos anos foi a impressão 3D. Se antes, era praticamente impossível imaginar uma máquina em casa imprimindo garfos, colheres, pratos, potes e coisas do tipo, hoje já dá para se imaginar a impressão de comida, próteses e até órgãos do corpo humano!

Nos próximos anos, essa tecnologia deve escalar de tamanho e a próxima parada é a impressão de coisas de grande porte, como edifícios, virando uma espécie de ramificação da construção civil. São necessários profissionais de design, arquitetura e engenharia civil.

Quais as profissões que estão em alta e ainda vão crescer?

Nos últimos anos, o aumento da demanda por profissionais da tecnologia é alta, sem indícios de diminuir em um futuro próximo.

Mesmo durante a pandemia do coronavírus, o número de contratações de analistas e desenvolvimento de sistemas continuou superando o de demissões, de acordo com um levantamento do Quero Bolsa, plataforma de bolsas de estudo e vagas no ensino superior, utilizando os dados do Caged. Foram 7.871 contratações e 7.809 demissões. 

Isso segue uma tendência de algum tempo, já que os salários médios das contratações tiveram um aumento maior que o da inflação nos últimos 3 anos. Em 2019, o aumento foi de 14,1%, ocasionando em um salário médio das contratações de R$ 5.617,11. Além disso, o saldo foi positivo, indicando a criação de novos postos de trabalho.

Por isso, carreiras relacionadas a tecnologia e a transformação digital tendem a continuar a ter um crescimento alto na relevância nos próximos anos. Vamos ter alta demanda para:

  • Ciência de dados;
  • Programadores de aplicativos e aplicações web;
  • Marketing digital;
  • Criadores de conteúdo multimídia;
  • Analistas de Business Intelligence;
  • Designer de experiência do usuário.

Como se preparar para essas profissões?

Seu conhecimento é passageiro, mesmo que seja altamente relevante para o dia de hoje, ele precisa de constante renovação, ou seja, nunca pare de estudar. A graduação ajuda muito, mas não é garantia que o mercado sempre estará de portas abertas para você. Ao longo de sua trajetória profissional, você precisa sempre buscar complemento a suas qualificações.

Além disso, é essencial entender que a sua profissão daqui 10 anos possa nem ter sido criada ainda. Estar aberto a mudanças é essencial! Mesmo que isso seja desconfortável, você não deve se apegar a uma estrutura bem definida, estando sempre de olho nas tendências que estão surgindo, para captar o momento certo.

E você? Qual acredita que deva ser a profissão do futuro? Conta para a gente!

Views:
1135
Article Categories:
Conceitos e Tendências

All Comments

Ver também